Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

As crises de cura no Reiki

Outubro 27, 2017

umbrella-2603983_960_720.jpg

 

Já aqui abordei no blog alguns dos efeitos das chamadas crises de cura que ocorrem após uma sessão ou iniciação de Reiki. Mas dado que me tenho deparado com várias situações e questões que me colocam, vejo de extrema importância voltar a este assunto e desmistificar alguns pontos.

 

Quem nunca teve uma sessão de Reiki decide experimentar e nos dias seguintes sente-se mal. Qual é o primeiro pensamento? "Aquela sessão fez-me mal. Não volto a repetir". Isto é muito comum. Mas este é um erro crasso e tentarei explicar da melhor forma o porquê.

 

Antes de mais, o Reiki é apenas energia. É impossível para um terapeuta de Reiki "fazer mal" a uma pessoa. Quanto muito, se não estiver devidamente preparado, a sessão pode não ter efeito nenhum, ou efeito placebo, e a pessoa sente que lhe fez bem.

 

Mas há, de facto, casos em que as pessoas, após uma sessão de Reiki, se sentem com mais energia e mais animadas, com uma maior força para enfrentar a vida e os problemas. Mas nem sempre é assim. Normalmente isto acontece quando as pessoas estão minimamente bem e procuram apenas ajuda nalguma situação específica.

 

Contudo, nos dias que correm, o stress diário, a pressão no trabalho, os problemas pessoais, desgastam muito tanto o corpo físico como o corpo emocional da pessoa.

 

Daí existirem as crises de cura, que são mais comuns do que se pensa. Há imensos casos em que as pessoas relatam muito sono, dores de cabeça, dores de estômago, diarreia, aumento da vontade de urinar, aumento do suor, náuseas ou mesmo mal estar geral. Uma única sessão de Reiki pode também despoletar sentimentos antigos ou escondidos, pelo que crises de choro, ansiedade, irritabilidade ou tristeza sem motivo aparente são comuns.

 

Vejamos de outra forma. Se comermos muito, o nosso estômago vai reclamar. Se bebermos demais, sentimos os efeitos a seguir. O mesmo se passa com a energia transmitida no Reiki. Quanto mais o corpo se encontra bloqueado ou entoxicado mais as reacções das crises de cura se revelam.

 

Esses sintomas, que podem apenas uns dias ou mais - dependendo dos casos -, estão relatados e são muitos os pacientes que admitem ter sentido um ou mais. E nada mais significam que os excessos e más energias que circulam no nosso corpo a serem ser expelidos de uma forma natural.

 

Resumindo: uma sessão de Reiki obriga o organismo a reequilibrar-se, e pode dar origem a esses sintomas. Não se preocupe. Eles desaparecem.

 

Por tudo isto, há quem faça uma única sessão de Reiki e pense que teve o efeito contrário, quando, de facto, a cura está a acontecer, mas tem as suas consequências, por vezes. É preciso dar tempo ao tempo para que o corpo se habitue.

 

Deixo aqui uma pequena lista de alguns sintomas que podem aparecer após uma sessão ou iniciação de Reiki:

  • Aumento do suor, urina ou evacuações: isto apenas significa que o corpo está a libertar as toxinas e energias prejudiciais.
  • Diarreia, vómitos, náuseas, sintomas de febre ou gripe, dores de cabeça: o mesmo se aplica. É o corpo a libertar, de outras formas, o que nos é prejudicial.
  • Aumento da vontade de dormir ou necessidade de isolamento: por vezes, após uma sessão de Reiki ou iniciação o corpo precisa de repor-se. Isso pode ser pela necessidade de dormir mais ou de passar um tempo consigo próprio.
  • Dores gerais no corpo: podem ocorrer dores em locais já afetados anteriormente e que a energia considera ainda precisarem de melhorar.
  • Irritabilidade, tristeza, raiva, ansiedade ou choro: estes sintomas acontecem quando a cura é mais emocional que física. Os pensamentos, momentos passados e lembranças podem regressar sem nos darmos conta e levar-nos a estes estados emocionais.

 

Deixo também alguns conselhos para melhorar os sintomas das crises de cura:

  • Beber muita água;
  • Tentar descansar o máximo possível;
  • Ouvir boa música e distrair-se;
  • Para quem é iniciado, meditar é uma ótima solução assim como fazer autocuras mais regulares;
  • Reduzir o consumo de café;
  • Reduzir o consumo de carne vermelha;
  • Praticar exercício físico.

 

Espero ter ajudado e qualquer questão, coloquem nos comentários!

 

O porquê de uma sessão não ser o suficiente

Outubro 22, 2017

reiki-balance.jpg

 

Muitas pessoas procuram o Reiki e tomam a decisão de experimentar uma sessão. Contudo, raramente uma única sessão é suficiente para a pessoa se sentir melhor e tratar dos seus problemas, daí, por vezes, se dizer que o Reiki não funciona.

 

Pois não. Se tomarmos só um antibiótico a infecção também não passa. Se formos só uma vez ao psicólogo o nosso problema não vai desaparecer. No Reiki é igual.

 

Da mesma forma que alguém com uma doença tem de ir regularmente ao médico, também os pacientes que procuram o Reiki devem ter consultas regulares. Até porque a maioria da população que procura esta terapia complementar tem algum problema, seja físico ou mental.

 

Embora haja situações graves que exigem um esforço extra, quer por parte do paciente quer do terapeuta, em que são necessárias, por vezes, duas sessões por semana, o mais comum é uma sessão por semana ou de 15 em 15 dias. Apenas assim se pode ter a certeza se o Reiki está a ter os efeitos desejados ou não.

 

Há até casos de pessoas que só depois da terceira ou quarta sessão, independentemente do intervalo de tempo que passou, é que sentem verdadeiramente algo a mudar. Isto não quer dizer as primeiras sessões não tenham tido efeito, apenas significa que a pessoa não estava acostumada à energia e que o corpo levou o seu tempo próprio para aceitar esta nova energia revigorante.

 

E isto não é apenas divagar. Vários estudos comprovam que para algo ter efeito, seja o que for, o nosso corpo necessita de 21 dias para se habituar.

 

Vários neurocientistas já confirmaram. É possível alterar comportamentos e hábitos em 21 dias. O porquê de serem 21 dias, no mínimo, é algo inconclusivo mas uma pequena procura do Google sobre o tema verá que são muitos os que defendem esta teoria.

 

O primeiro a descobrir tal facto foi Maxwell Maltz, médico cirurgião que, na década de 50, descobriu um padrão interessante nos seus pacientes. Especialista em amputações e cirurgias plásticas, Maxwell Maltz notou nos seus pacientes um padrão: a grande maioria deles demorava, pelo menos, 21 dias a se acostumar com as mudanças.

 

Mais tarde, outros estudos foram feitos. A pesquisadora Phillippa Lally, da University College London, também se debruçou sobre o assunto e realizou um estudo com 96 pessoas por um período de 12 semanas para clarificar o tempo que demorava os hábitos a se formarem no indivíduo.

 

As conclusões a que chegou a pesquisadora foram de que os hábitos podem levar, em média, 66 dias para se formarem, dependo da situação. Entre os pacientes observados alguns demoraram 18 dias, outros 254 dias para mudarem hábitos, mais ou menos complicados.

 

Estes estudos comprovam, de facto, que é necessário um tempo para que o corpo se apercebeça das mudanças, e que não devemos desistir só porque não vemos resultados imediatos, seja no que for.

Como funciona uma sessão de Reiki

Outubro 17, 2017

22560032539_9707b96f28_b.jpg

 

Ainda há muitas dúvidas sobre como decorre uma sessão de Reiki. Já aqui abordei em que consiste o Reiki mas nunca é demais desmistificar e explicar de forma clara todos os passos de uma consulta de Reiki. 

 

Antes de mais, numa sessão de Reiki a pessoa a ser tratada não precisa de tirar a roupa. Apenas o calçado e objetos metálicos, como relógio, brincos ou pulseiras. Nada mais.

 

A sala onde decorre a sessão costuma estar com música relaxante e incenso, pelo que as pessoas mais sensíveis aos cheiros dos incensos devem avisar antecipadamente para que não haja qualquer constrangimento nem mal-estar durante o tratamento.

 

Previamente, há também uma pequena conversa para saber os motivos pelos quais decidiram optar pelo Reiki e o que esperam alcançar com a sessão (ou sessões). Isto ajuda o terapeuta ou mestre de Reiki a saber a intenção da pessoa a ser tratada, para se focar essencialmente nesse aspeto.

 

Depois, basta deitar-se na marquesa ou sentar-se na cadeira (dependendo dos casos), relaxar e deixar que o terapeuta ou mestre de Reiki faça o seu trabalho. Não precisa de dizer nem pensar nada, aliás, quanto mais relaxado mais irá sentir a energia a fluir.

 

Há até quem adormeça durante as sessões de Reiki. De facto, muitos pacientes, principalmente quem tem várias sessões de Reiki, aproveitam este momento para descontrairem do dia-a-dia stressado e tirarem uns momentos para eles próprios, aproveitando para relaxar a mente e o corpo.

 

Outras pessoas, podem sentir algum desconforto inicial, pois não estão habituadas ao fluxo de energia. Contudo, em quase 100 por cento dos casos, isso desaparece ao fim de alguns minutos, o suficiente para o corpo entender o que se passa.

 

 

Alguns fatores a ter em conta

Infelizmente, a sociedade em que vivemos está cada vez mais acelerada. Vivemos em constante stress, a correr do trabalho para casa e vice-versa, com problemas pessoais ou profissionais pelo meio e acabamos por sobreviver em vez de viver.

 

Isto faz com que muitos dos que procurem o Reiki estejam totalmente desequilibrados numa primeira sessão. E tal facto afeta, não só o terapeuta ou mestre de Reiki, como também o próprio paciente.

 

Por isso é que algumas pessoas falam das chamadas consequências ou crises de cura de uma sessão de Reiki.

 

Há casos em que as pessoas, após uma sessão de Reiki, se sentem com mais energia e mais animadas, com uma maior força para enfrentar a vida e os problemas.

 

Mas também há casos em que as pessoas sentem muito sono, dores de cabeça, dores de estômago, diarreia, aumento da vontade de urinar, náuseas ou mesmo mal estar geral. Uma única sessão de Reiki pode também despoletar sentimentos antigos ou escondidos, pelo que crises de choro, ansiedade, irritabilidade ou tristeza sem motivo aparente.

 

Esses sintomas, que podem durar um ou mais dias, estão relatados e são mais comuns do que se pensa. E nada mais significam que os excessos e más energias que circulam no nosso corpo estão a ser expelidos.

 

Da mesma forma que quando comemos demais o nosso estômago incha e ficamos "enfartados" o mesmo se passa com o nosso corpo. E uma sessão de Reiki obriga o organismo a reequilibrar-se, dando origem a esses sintomas.

 

Por tudo isto, há quem faça uma única sessão de Reiki e pense que teve o efeito contrário, quando, de facto, a cura está a acontecer, mas tem as suas consequências, por vezes.

 

Mais sobre mim

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Parceiros

Emprego em Portugal

Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2018
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D