Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

O Reiki na gravidez

pregnant-2720434_960_720.jpg

 

Sim, o Reiki também é benéfico para as grávidas. Qual a surpresa? Aliás, considero que o Reiki na gravidez é até bastante benéfico quer para a mãe, quer para o bebé.

 

A gravidez é um período tanto de felicidade como de ansiedade para a futura mãe. Principalmente se for a primeira gravidez. Há inúmeras mudanças físicas e psicológicas que acontecem, antes e após o parto. Por isso, faz todo o sentido que as grávidas possam beneficiar do Reiki.

 

Vendo os benefícios do Reiki, é fácil constatar o porquê. O Reiki ajuda a equilibrar o organismo e excessos que possam existir. Numa grávida, o Reiki ajuda a aliviar alguns dos principais sintomas, como ansiedade, náuseas, sono, cansaço, mudanças de humor, dores de cabeça, entre outros. Da mesma forma, ajuda a aliviar as dores físicas no corpo que se fazem sentir mais para o final da gravidez.

 

Com algumas sessões de Reiki, as grávidas podem sentir-se mais relaxadas, mais preparadas para o momento do parto, e ter uma gravidez mais calma, o que está comprovado que é benéfico para o próprio bebé. Dado que o Reiki desbloqueia as energias estagnadas que possam existir, a circulação sanguínea também será beneficiada, ajudando na passagem dos nutrientes necessários para o bebé.

 

Uma questão que muitos colocam é se a sessão beneficia só a mãe ou também o bebé. Pelo que me tenho apercebido, e pelo que já pesquisei, a energia será sempre a mãe, a menos que, por qualquer motivo esporádico, o bebé necessite. A energia do Reiki flui para onde é necessária, diz-se mesmo que é "inteligente", pelo que ela sabe sempre onde é mais necessária. E, em quase 100 por cento dos casos, é para a mãe que ela flui, já que a mãe é quem mais necessita, embora isso beneficie o bebé indiretamente, já que a futura mamã irá estar mais relaxada, menos ansiosa e mais bem humorada.

 

Há também a questão das crises de cura. Claro que estas podem acontecer numa grávida que tenha uma sessão de Reiki pela primeira vez, mas não passarão de isso. Até ao momento, não há qualquer contrapartida vereficada de ter sessões de Reiki ou praticar Reiki em si própria durante a gravidez, muito pelo contrário.

 

Contudo, e como gosto sempre de lembrar, o Reiki é uma terapia complementar pelo que o acompanhamento médico nunca deve ser negligenciado. Aliás, cada vez mais médicos aconselham as grávidas a experimentar terapias complementares nesta fase, sempre em consonância com os exames médicos.