Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

O Reiki e a depressão

sad-2042536_960_720.jpg

 

Com a chegada do frio, chega também a depressão sazonal, altura em que cerca de 30% da população apresenta um aumento da ansiedade, alterações do sono, alterações no apetite, fadiga constante, hipersensibilidade ou alterações de humor sem explicação.

 

Se tem sentido algum ou alguns destes sintomas, o mais provável é que sofra de depressão sazonal. Se este tipo de depressão é mais fácil de tratar, com uma boa alimentação, exercício físicos, passeios ao ar livre, a depressão dita normal, infelizmente, não passa tão facilmente.

 

Se vários psicólogos já apontam as terapias complementares, como o Reiki, para o tratamento da depressão sazonal, também a aconselham para todos os tipos de depressão, já que é uma das doenças onde o Reiki pode ser mais benéfico e aliviar os sintomas sem precisar de exagerar nas doses de medicação.

 

Resumidamente, a depressão caracteriza-se por perturbações que incluem sintomas como angústia, tristeza profunda, frustação, desânimo, desmotivação, falta de vontade, falta de apetite, fadiga constante, dormir demais ou sofrer de insónias, entre outros. Estas podem resultar de um evento traumático ou de um conjunto de situações que levam a que uma pessoa chegue a este ponto.

 

São vários os casos e os motivos e não é esse o motivo deste texto. Aqui, pretende-se explicar como o Reiki pode ajudar nestes casos, sejam eles sazonais ou permanentes.

 

Sendo que a depressão é uma doença do foro mental, o Reiki ajuda não só na redução da ansiedade como potencia o relaxamento e ajuda a libertar bloqueios emocionais que poderão estar por trás da depressão. Em vários casos, o Reiki despoleta sentimentos reprimidos, por vezes por anos, o que ao início levará a pessoa a entender melhor o motivo pelo qual entrou numa depressão (caso não o saiba) e aprender como lidar com eles e se libertar mesmo.

 

Da mesma forma, o Reiki ajuda a pessoa a sentir-se melhor, com mais vitalidade, força de viver e resolver os seus problemas, ajudando ainda a regular o sono e aumentar a concentração.

 

Contudo, como sempre digo, cada caso é um caso. Se numa depressão sazonal duas ou três sessões são suficientes, numa depressão "normal" são precisas mais sessões, até porque podem surgir emoções antigas que precisam de ser libertadas e tudo isso demora o seu tempo.

 

Cada pessoa tem o seu próprio tempo, e no Reiki funciona da mesma forma. A recuperação de uma pessoa depende também dela própria, pelo que as sessões podem ser mais ou menos consoante a força de vontade da própria pessoa em mudar.

 

Por fim, é também importante referir que apesar de o Reiki ser eficaz e benéfico no tratamento da depressão, tal não invalida que a pessoa necessite de acompanhamento médico ou medicamentos. Embora nos Estados Unidos muitas pessoas estejam a abandonar os tratamentos médicos para depressão substituindo-os por medicinas alternativas ou complementares, tal não é aconselhado, dado que os terapeutas de Reiki não substituem os médicos.