Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

As crises de cura no Reiki

umbrella-2603983_960_720.jpg

 

Já aqui abordei no blog alguns dos efeitos das chamadas crises de cura que ocorrem após uma sessão ou iniciação de Reiki. Mas dado que me tenho deparado com várias situações e questões que me colocam, vejo de extrema importância voltar a este assunto e desmistificar alguns pontos.

 

Quem nunca teve uma sessão de Reiki decide experimentar e nos dias seguintes sente-se mal. Qual é o primeiro pensamento? "Aquela sessão fez-me mal. Não volto a repetir". Isto é muito comum. Mas este é um erro crasso e tentarei explicar da melhor forma o porquê.

 

Antes de mais, o Reiki é apenas energia. É impossível para um terapeuta de Reiki "fazer mal" a uma pessoa. Quanto muito, se não estiver devidamente preparado, a sessão pode não ter efeito nenhum, ou efeito placebo, e a pessoa sente que lhe fez bem.

 

Mas há, de facto, casos em que as pessoas, após uma sessão de Reiki, se sentem com mais energia e mais animadas, com uma maior força para enfrentar a vida e os problemas. Mas nem sempre é assim. Normalmente isto acontece quando as pessoas estão minimamente bem e procuram apenas ajuda nalguma situação específica.

 

Contudo, nos dias que correm, o stress diário, a pressão no trabalho, os problemas pessoais, desgastam muito tanto o corpo físico como o corpo emocional da pessoa.

 

Daí existirem as crises de cura, que são mais comuns do que se pensa. Há imensos casos em que as pessoas relatam muito sono, dores de cabeça, dores de estômago, diarreia, aumento da vontade de urinar, aumento do suor, náuseas ou mesmo mal estar geral. Uma única sessão de Reiki pode também despoletar sentimentos antigos ou escondidos, pelo que crises de choro, ansiedade, irritabilidade ou tristeza sem motivo aparente são comuns.

 

Vejamos de outra forma. Se comermos muito, o nosso estômago vai reclamar. Se bebermos demais, sentimos os efeitos a seguir. O mesmo se passa com a energia transmitida no Reiki. Quanto mais o corpo se encontra bloqueado ou entoxicado mais as reacções das crises de cura se revelam.

 

Esses sintomas, que podem apenas uns dias ou mais - dependendo dos casos -, estão relatados e são muitos os pacientes que admitem ter sentido um ou mais. E nada mais significam que os excessos e más energias que circulam no nosso corpo a serem ser expelidos de uma forma natural.

 

Resumindo: uma sessão de Reiki obriga o organismo a reequilibrar-se, e pode dar origem a esses sintomas. Não se preocupe. Eles desaparecem.

 

Por tudo isto, há quem faça uma única sessão de Reiki e pense que teve o efeito contrário, quando, de facto, a cura está a acontecer, mas tem as suas consequências, por vezes. É preciso dar tempo ao tempo para que o corpo se habitue.

 

Deixo aqui uma pequena lista de alguns sintomas que podem aparecer após uma sessão ou iniciação de Reiki:

  • Aumento do suor, urina ou evacuações: isto apenas significa que o corpo está a libertar as toxinas e energias prejudiciais.
  • Diarreia, vómitos, náuseas, sintomas de febre ou gripe, dores de cabeça: o mesmo se aplica. É o corpo a libertar, de outras formas, o que nos é prejudicial.
  • Aumento da vontade de dormir ou necessidade de isolamento: por vezes, após uma sessão de Reiki ou iniciação o corpo precisa de repor-se. Isso pode ser pela necessidade de dormir mais ou de passar um tempo consigo próprio.
  • Dores gerais no corpo: podem ocorrer dores em locais já afetados anteriormente e que a energia considera ainda precisarem de melhorar.
  • Irritabilidade, tristeza, raiva, ansiedade ou choro: estes sintomas acontecem quando a cura é mais emocional que física. Os pensamentos, momentos passados e lembranças podem regressar sem nos darmos conta e levar-nos a estes estados emocionais.

 

Deixo também alguns conselhos para melhorar os sintomas das crises de cura:

  • Beber muita água;
  • Tentar descansar o máximo possível;
  • Ouvir boa música e distrair-se;
  • Para quem é iniciado, meditar é uma ótima solução assim como fazer autocuras mais regulares;
  • Reduzir o consumo de café;
  • Reduzir o consumo de carne vermelha;
  • Praticar exercício físico.

 

Espero ter ajudado e qualquer questão, coloquem nos comentários!

 

1 comentário

Comentar post