Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A inveja

beauty-1338426_960_720.jpg

 

Todos nós levamos com inveja em cima. Seja pelo nosso aspeto, pelo nosso emprego, por algo que alcançamos na vida... Somos alvo de inveja. É algo inerente ao ser humano e não nos resta outra hipótese senão aceitar isso.

 

Até nós próprios já sentimos, em algum momento, inveja de alguém. Acho que é normal. Desde que essa inveja não seja exagerada nem provocatória, muito menos intencional. Porque é aqui que surge o problema.

 

Para mim, existem vários tipos de inveja. A dita "normal", que não afeta diretamente ninguém, além de quem a sente, mas que, rapidamente é esquecida e passa. Mas depois há outro tipo de inveja. A inveja enraizada, a inveja que surge porque alguém quer ser como nós ou ter o que temos, e acaba por tentar, seja de que forma, prejudicar-nos.

 

Às vezes, bastam uns simples pensamentos negativos para que sejamos alvo de inveja. Daí muitas vezes dizermos que as coisas parecem que nunca nos correm bem... Não digo em todos os casos, mas, em alguns, talvez seja porque estamos a ser alvo de inveja de alguém. Porque, infelizmente, a inveja é algo que tem bastante força...

 

Contudo, para mim, essa não é a pior inveja. Há ainda a inveja de quem nos realmente quer prejudicar e faz por isso intencionalmente, o que para mim passa de inveja a maldade. Mas.. depois... há outra. A que realmente me preocupa. A inveja escondida, disfarçada de apoio e de incentivo. Essa sim é a mais dolorosa, para quem a sente, e para quem é alvo e acaba, um dia, por a perceber.

 

Essa inveja magoa. Essa inveja é traiçoeira. Essa inveja é perigosa. Porque, na maioria dos casos, vem de quem menos esperamos. E quando damos por ela, já é tarde demais.

 

Costuma-se dizer que "o que ninguém sabe, ninguém estraga". É uma verdade e um lema que sigo cada vez mais. Mas há certas coisas que são impossíveis de manter escondidas ou no anonimato para sempre. E é nessa altura que nos devemos proteger das influências negativas que possam surgir.

 

Quando entrei neste mundo holístico e espiritual, encontrei pessoas magníficas, que me levaram a acreditar novamente na humanidade. Depois de ter passado anos a sentir como as pessoas conseguem ser maldosas no mundo do trabalho dito "normal", e não só, pensei que aqui seria diferente. Contudo, ao longo deste tempo, tenho percebido que, infelizmente, tal como em qualquer situação, também neste meio a inveja existe, e com muito mais força. E vinda de todos os lados, sem motivo aparente...

 

Mas a inveja que tenho sentido só me dá mais força. Só me faz acreditar que estou no caminho certo e que é por aqui que devo seguir. E não deixarei que essa inveja me deite abaixo. Nunca.