Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A Pequena Reikiana

Um blog de uma reikiana em constante aprendizagem...

A humildade

photo-1465940294344-792d6f02d55b.jpg

 

Seja nesta profissão ou em qualquer outra, a humildade é algo que prezo e valorizo bastante. Mas humildade e terapias complementares ou alternativas é algo que parece não combinar. Estranho, não é? Mas é o que tenho reparado ultimamente.

 

Há, de facto, uma grande oferta de terapias complementares/alternativas já em Portugal, cada vez mais até. Seja pelos "famosos" cursos de um dia, seja pelo facto de as pessoas estarem cada vez mais a procurar alternativas para os seus problemas, mas falta algo importante: honestidade e humildade.

 

São raros os casos em que encontro pessoas humildes. Todos se acham melhores que os outros. Todos sabem mais que o próximo. Todos são os melhores no que fazem e têm um "dom" especial. Entendo que o mercado está sobrecarregado, que é necessário fazer "marketing" e "vender o produto", mas há limites. E os limites começam quando se engana as pessoas.

 

Confesso que isso me começa a irritar. Claro que, como em qualquer profissão ou situação, há pessoas que têm mais aptidão para algumas coisas do que para outras, isso é normal e todos temos de aceitar as nossas limitações. Mas, para quê dizer que somos bons em algo quando não o somos? Qual a ideia de dizer que sabemos isto e aquilo se, depois, na prática, não sabemos? O que se ganha com isso afinal?

 

Há um ditado que me tem acompanhado ao longo da vida. "Mais depressa se apanha um mentiroso que um coxo". Nada podia ser mais verdade. Tenho-me deparado, ao longo da minha vida, com inúmeras situações em que este ditado tão antigo se aplica na perfeição.

 

E ultimamente então... Desde que entrei neste mundo "paralelo" encontro de tudo. Desde cursos de Reiki que nunca ouvi falar (e que duvido muito que sejam verdadeiros), iniciações à distância, cursos disto e daquilo, pessoas que são especiais porque vêm ou sentem ou sabem algo e que, depois, no final de contas, não sabem rigorosamente nada. Os famosos "charlatães" estão em todos os cantos. E o problema é que alguns deles até podiam ser bons profissionais, desde que não perdessem a humildade e aceitassem as suas capacidades sem invejar as dos outros e tentar imitar o que não é possível.

 

Porque é, de facto, muito fácil apanhar essas pessoas, que diria que, além de não terem humildade, são, na verdade, mentirosas. Estão a enganar as pessoas e isso é algo que não suporto mesmo. Tira-me do sério. E, infelizmente, para mim, é cada vez mais fácil de perceber isso, o que me traz grandes problemas...

 

Para mim, a humildade é fundamental para sermos bons profissionais. Só com humildade (e, consequentemente, honestidade) conseguiremos entender quais as nossas verdadeiras qualidades e defeitos, e aprender a contorná-los e, quem sabe, até melhorar e aprender com isso. Porque só ao entendermo-nos melhor e conhecermos as nossas próprias limitações, poderemos ser melhores pessoas e ajudar, de facto, os outros.

 

Acredito que podemos mostrar o que somos e o que fazemos e continuar o nosso percurso com sucesso sem perdermos a nossa humildade. Vamos todos tentar?